Jovem condenado a 14 anos pela morte duma criança por causa de um iPad

O Tribunal Provincial de Luanda condenou a 14 anos de prisão um jovem de 18 anos de idade por ter matado, em 2018, à facada, um menor de 12 anos, na Centralidade do Kilamba, para se apropriar do seu tablet iPad

O jovem, que responde pelo nome de Mayomona Ricardo Bernardo Diogo, de 18 anos, respondia pelo crime de roubo concorrido com homicídio e, após julgada e provada a acusação, o Tribunal o condenou a 14 anos de prisão, para além do pagamento da taxa de justiça de 150 mil Kwanzas, bem como a indeminização à família da vítima de um milhão e 500 mil Kz. Constam nos autos que no pretérito dia 10 de Setembro de 2018, por volta das 16 horas, na Centralidade do Kilamba, segundo o Novo Jornal, o acusado avistou-se com a vítima, que em vida chamou-se Ricardo Paulina Lubanzila, de 12 anos, que transportava nas mãos um tablet iPad, quando regressava da escola.

O réu aproximou-se do rapaz e simulou estar interessado em jogar com ele, tendo solicitado ao rapaz que guardasse a mochila e que lhe entregasse o tablet. Solicitação recusada pela criança que tentou fugir. Essa situação levou a que o jovem agredisse o menino com pontapés e, de seguida, empunhou uma faca que trazia consigo no bolso desferindo-lhe um golpe fatal na região do abdómen. O acusado pôs-se em fuga, já em posse da mochila, tendo sido detido momentos depois pelos seguranças de um dos prédios daquela centralidade.

O menino, ensanguentado, ainda foi transportado por uma das testemunhas para o centro médico do Kilamba, de onde foi transferido para o Hospital Geral de Luanda, onde veio a conhecer a morte minutos depois. O réu, agora condenado a 14 anos de prisão, confessou a autoria do crime, argumentando que a sua acção foi motivada pelo abandono familiar a que foi sujeito pelos progenitores.