Papa apela ao uso positivo das redes sociais

O Papa Francisco apelou ao uso das redes sociais como ferramenta para comunhão e não para o isolamento. Este apelo vem expresso numa mensagem sobre o Dia Mundial das Comunicações Sociais da Igreja Católica, lida nesta Quarta- feira pelo Núncio Apostólico em Angola e São Tomé, Peter Rajic, na qual se destaca que a rede é uma oportunidade para promover o encontro com os outros, mas também pode agravar o auto-isolamento.

Segundo a mensagem, os adolescentes são os que estão mais expostos à ilusão de que a “social web” possa satisfazê-los a nível relacional, até chegar ao perigoso fenómeno dos jovens “eremitas sociais” que correm o risco de se alheiar da sociedade. O comunicado alerta para o panorama actual e convida a todos a investirem nas relações, a firmarem na rede e através da rede o carácter interpessoal da humanidade. “Abrir o caminho ao diálogo, ao encontro, ao sorriso e ao carinho é a rede que se quer, feita não para capturar, mas para libertar”, refere o comunicado.

Analisando a mensagem do Papa, Peter Rajic disse que as pessoas devem saber aproveitar a Internet e usar de forma inteligente as redes sociais. Adiantou que os pais e os encarregados de educação devem seguir bem os seus filhos em todas as fases, ajudá-los a distinguir entre o certo e o errado, bem como ter uma certa disciplina no uso das redes sociais.

O Dia Mundial das Comunicações Sociais da Igreja Católica é celebrado um Domingo antes do dia de Pentecostes, segundo o calendário litúrgico. Este ano, a data calha a 02 de Junho e vai celebrar o 53º aniversário desde a sua instituição. Das actividades previstas, destacam-se uma mesa redonda e missa com todos os jornalistas, que vão decorrer sob o lema “Somos membros uns dos outros, das comunidades de redes sociais à comunidade humana”

error: Content is protected !!