1º de Agosto festeja o tetra

O 1º de Agosto conquistou ontem o quarto título consecutivo, após vencer por 1-0 o Kabuscorp do Palanca no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, em jogo referente à última jornada do Girabola Zap.

Com esta vitória, a equipa militar soma o seu décimo terceiro título na prova mais importante do calendário da Federação Angolana de Futebol (FAF).

Fundado a 1 de Agosto de 1977, o 1º de Agosto conseguiu uma marca inédita que é terminar o Campeonato Nacional da primeira divisão sem qualquer derrota.

A formação central das Forças Armadas Angolanas teve o melhor ataque, com 49 golos apontados, e sofreu nove tentos.

Durante a partida de ontem, o Kabuscorp do Palanca entrou melhor, tendo incomodado a baliza de Tony Cabaça logo aos três minutos, por intermédio do avançado Taddy.

Já a terminar o segundo quarto de hora, o conjunto do RI-20 subiu as linhas e equilibrou o jogo.

Deste modo, os palanquinos e os militares foram ao intervalo com o nulo no marcador. No reatamento do desafio, os dois treinadores fizeram algumas alterações tácticas no xadrez com o objectivo de conseguirem o golo inaugural.

Neste quesito, o 1º de Agosto esteve melhor, porque os seus atacantes chegavam com muito perigo junto da baliza do Kabuscorp do Palanca, equipa que já foi notificada pela FAF para descer de divisão por orientação da FIFA.

Aos 45+2’, o avançado Mabululu aproveitou um cruzamento do seu colega para fazer o tão esperado golo que garantiu o título.

Depois do tento sofrido, os palanquinos ainda tentaram remar “contra a maré”, porém, não tiveram argumentos suficientes para furar a cortina defensiva dos militares formada por Dany Massunguna e Bobó.

Dadas as dificuldades apresentadas no ataque, a turma de Bento Kangamba teve que se contentar com o desaire no adeus do Girabola Zap 2019.

Seguiu-se a festa da família militar, com alguns adeptos a não conseguirem conter a emoção e a invadirem o “tapete verde” do Estádio 11 de Novembro.

Este facto obrigou os agentes da Polícia Nacional a lançar gás lacrimogéneo para afugentar os “torcedores”.

Depois, tudo voltou ao normal, o que permitiu ao dirigente da Federação Angolana de Futebol fazer a entrega da Taça ao capitão dos militares, Dany Massuguna.

O festejo foi rijo e o médio defensivo Macaia não aguentou, sentiu-se mal, foi levado por uma ambulância do INEMA a uma unidade hospitalar próxima do estádio.

Apesar do susto pregado por Macaia, a festa percorreu algumas arteiras da cidade capital e terminou no Campo do RI-20.

Direcção já pensa no penta

O presidente do 1º de Agosto, Carlos Hendrick, avançou que a sua direcção já está a trabalhar para o inédito penta. Por sua vez, o presidente da Mesa da Assembleia Geral do do clube, António Egídio dos Santos, mostrou-se bastante radiante pelo feito conseguido pelos comandados de Dragan Jovic.

Petro fica uma década de jejum

O Petro de Luanda ficou mais uma vez na segunda posição, após empatar (1-1) com o Progresso do Sambizanga no Estádio dos Coqueiros. Assim, os tricolores mantêm o jejum de uma década sem vencer o Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão. O Desportivo da Huíla terminou no 3º lugar e garante o acesso às Afro-taças. Atlético Sport Aviação (ASA), Saurimo FC e Cuando Cubango FC são equipas que descem de divisão.

Mabululu melhor marcador com 14 golos

O avançado do 1º de Agosto, Mabululu, foi o melhor marcador do Girabola Zap, Campeonato nacional, com 14 golos apontados. na segunda posição ficou o jogador do Bravos do Maquis do Moxico Chico, com 13 tentos, ao passo que Tiago Azulão ocupou o terceiro lugar com 12.