Rádio Mais estreia programa “Menha Ndungo” no dia do continente berço humanidade

A sugestão do programa tem como mote o prato típico nacional “Menha ndungo”. Entretanto, o seu objecto social é a recolha e divulgação da música popular urbana angolana do passado e a sua relação com o presente

Sob produção da Wanguizuba Eventos, a Rádio Mais adstrita ao grupo Media Nova, estreia Sábado, 25, Dia do Continente Africano, entre as 8 e 10 da manhã, o programa semanal “Menha Ndungo”, cujo objectivo é o da recolha e divulgação da música popular urbana angolana do passado e a sua relação com o presente, com emissão para Luanda, Benguela, Huíla e Huambo. A mesma, surge na senda de a música ser uma das mais importantes manifestações da Cultura angolana e Luanda, capital, ser considerada o berço de diversos estilos com destaque para o Merengue, Kazukuta, Kilapanga e o Semba. Segundo a produção, a recolha e divulgação da música angolana do passado estende-se também às regiões ovimbundo, cokwe, luvale e kikongo , bem como os diversos estilos musicais que completam o mosaico musical angolano. Desse modo, o programa será conduzido pelo jornalista Barroso Martins, sob a realização de Hilário João, que terão no cerne da produção musical Diogo Sebastião “Kintino”; Lito Graça e Jorge Mulumba, que têm a tarefa de produzir ao vivo um programa com conteúdo abrangente a vários públicos.

Objectivos do projecto

Por um período inicial de dois anos, o programa “Menha Ndungo” pretende promover a Cultura angolana através da música no espaço cultural da República de Angola, recolhendo histórias sobre a música angolana. Por outro lado, visa homenagear fi guras que contribuíram para a divulgação da música angolana do passado, contar as histórias e as vivências, assim como divulgar e promover a raiz da música angolana de forma a despertar o interesse da nova geração de músicos. “Essa homenagem vai acontecer no final de cada mês, numa edição especial, onde, além da homenagem a um artista individual ou banda, vai haver música ao vivo, conversas, bem como a degustação do prato que dá nome ao programa como de outras iguarias da gastronomia nacional”, avançou o PCA da Wanguizuba, Hilário João.

O que se espera

Com a implementação do programa, augura-se que o mesmo venha a contar a história da música popular urbana angolana através dos vários intervenientes que forem ao programa e ainda contribuir para a identificação e estabelecer diferenças entre os vários estilos de música no país. “Compreender o legado da música popular urbana angolana, as transformações sócio-culturais no país; e ainda contribuir para a elaboração de uma obra científico-histórica, sobre a música angolana de raiz”, pode-se ler no ante- projecto do programa. Por essa razão, o programa vai estender-se às 18 províncias do país com maior incidência, onde vai para o ar na Rádio Mais (Benguela, Huambo e Lubango), sendo que as outras províncias vão depender das condições técnicas de transmissão em directo tendo como segundo recurso a gravação.

Ficha técnica

O programa terá na direcção e coordenação (Paulo Gomes e Hilário João), realização (Hilário João), apresentação (Barroso Martins /Hilário João), produção (Marlene Dombaxi, direcção de fotografi a (Osvaldo Paulo), fotografia (Luís Germano), técnica de som (Victor Marcolino).

“Menha Ndungo”

“Menha ndungo” é o nome de um prato típico da zona ambundo que significa “Água com Gindungo”. É feito essencialmente na base de água, peixe cacusso seco ou bagre seco, azeite e cebola. O mesmo é acompanhado com batata-doce cozida ou banana pão. É a partir deste prato típico da região ambundo (Kimbundo) que nasce o nome do projecto.

leave a reply