Projecto “Rota da Cidadania” vem elevar o nível de cultura geral no cidadão

chado declarou ontem, em Luanda, à margem da apresentação do projecto “Rota da cidadania”, que o referido programa vem enriquecer o currículo educacional do cidadão em matéria de cultura geral

A comissão Nacional da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO) em parceria com a TheBridgeGlobal, lançou o projecto “Rota da Cidadania”, ou simplesmente “Rota”.

A presidente da “UNESCO – Angola”, Maria Cândida Pereira Teixeira realçou que o diálogo representado pela linguagem é uma das formas de aproximação uns dos outros e de convívio em sociedade.

Explicou que o referido projecto visa, através da educação, desporto, ambiente, tecnologia, arte e cultura, servir de veículo para uma melhor inclusão social, resgate de valores culturais, democratização do acesso ao conhecimento e criação de oportunidades.

Pretende-se ainda que os professores, estudantes, famílias e a comunidade em geral adquiram conhecimentos e habilidades necessárias para a promoção de uma cultura de paz e não-violência. Com o propósito de valorizar a diversidade cultural e atingir as metas preconizadas nos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável até 20130.

O projecto “Rota da cidadania” engloba educação, desporto, ambiente, tecnologia, arte e cultura, e será implementado num prazo de três anos, para a população em geral, com o objectivo de transmitir conceitos e conhecimentos relacionados com as áreas de actuação.

De acordo com a presidente da TheBridgeGlobal, Leonor Sá Machado, o que motivou a criação do projecto é o facto de existirem lacunas a nível nacional na “noção de cidadão”. As pessoas não conhecem os próprios costumes, não têm acesso à sua própria identidade e, por isso, sentiram a necessidade de desenvolver o projecto com a finalidade de juntar as pessoas.

As mensagens serão passadas em festivais, sendo que a organização vai apresentar diferentes abordagens direccionadas às áreas de educação, desporto, ambiente, tecnologia, arte e cultura. Ao longo do ano em curso serão realizados nove festivais, assim como em 2020 e 2021.

O primeiro evento vai acontecer nos dias 28 e 29 de Junho, no Magistério Mutu-Ya-Kevela, em Luanda. “Serão 24 horas de educação de cidadania para crianças, jovens e adultos. A actividade é para todos e a custo zero. Quem pretender apresentar alguma habilidade ligada às áreas de educação, desporto, ambiente, tecnologia, arte e cultura poderá fazê-lo”.

A província do Bengo será a próxima beneficiária. O projecto privilegia o intercâmbio cultural entre as várias províncias angolanas e a descoberta de novos talentos nas áreas da música, dança, composição, representação e belas artes.

“Considerando que a Internet ainda não chega a todo o território nacional, a “Rota da Cidadania” vem suprir estas necessidades e levar a história do país ao cidadão”, frisou, Leonor Machado.