Editoral: Um morto por dia durante dois meses

Sessenta e três pessoas perderam a vida e outras cinquenta e duas fi caram feridas devido às chuvas, acompanhadas de fortes ventos e raios, que atingiram a província de Benguela entre Março e Abril deste ano, afectando ainda 1.109 casas, segundo dados da Protecção Civil e Bombeiros.

Estes números, apenas em Benguela, são assustadores. Infelizmente não há ainda um informe nacional, mas a morte de uma pessoa por dia numa só província diz muito do sobre o que há a fazer, ou sobre que não tem sido feito pelas autoridades. Sim, tudo isso acaba por cair sobre as autoridades, é a elas que cabe a condução de políticas que resolvam os problemas da pobreza, entre eles o da habitação e o do saneamento. E também, claro, o da Educação. O que não se pode fazer é responsabilizar as vítimas. Há que passar rapidamente, em Angola, à fase em que as autoridades devem assumir as consequências das suas falhas e omissões.

error: Content is protected !!