João Lourenço na investidura de Ramaphosa

Com o Presidente João Lourenço entre os convidados, Cyril Ramaphosa foi investido, este Sábado, para um mandato de cinco anos à frente dos destinos da nação sul-africana.

O Chefe de Estado angolano foi um entre os vários homólogos presentes no Estádio Loftus Versfeld, em Pretória, onde estiveram pelo menos 32 mil sulafricanos.

Na cerimónia, em que Cyril Ramaphosa prometeu trabalhar “arduamente” para não desiludir os seus compatriotas, João Lourenço esteve acompanhado pela Primeira-dama, Ana Dias Lourenço.

“As nossas relações de amizade e solidariedade têm hoje pela frente novos desafios”, disse o Estadista angolano por altura da sua primeira visita à África do Sul como Titular do Poder Executivo.

Na mesma ocasião, Novembro de 2017, o Presidente da República clarificou que os desafios estavam especialmente voltados para os sectores económicos e sociais.

De lá para cá, os dois países vêm estreitando as relações nos diferentes domínios, com a assinatura de acordos e troca regular de delegações.

Cyril Ramaphosa já é o sexto Presidente da África do Sul

Matamela Cyril Ramaphosa já é o sexto Presidente da República da África do Sul, cuja cerimónia de tomada de posse foi testemunha pelo Chefe de Estado angolano, João Lourenço.

A tomada de posse foi conduzida pelo presidente do Tribunal Constitucional, veterano Juiz Magoenge Magoenge.

Ramaphosa foi convidado a repetir, rigorosamente, as palavras constantes da acta de juramento diante da Bíblia Sagrada.

“Eu, Matamela Cyril Ramaphosa juro com Fé e Obediência, respeitar e fazer manter a Constituição e todas as leis da República ( …)”, disse o Estadista sul-africano, que prometeu promover os direitos de todos os cidadãos do seu país e desencorajar as questões que tenham carácter negativo.

De seguida, Cyril Ramaphosa, já nas vestes de Presidente da República da África do Sul, desceu ao relvado para saudar a tropa em parada, já que, após o juramento, o Presidente assume de imediato o cargo de Comandante em Chefe do Exército.O acto seguinte será o seu primeiro pronunciamento como novo Chefe de Estado da África do Sul.

error: Content is protected !!