Militares vencem Desportivo da Huíla e fazem a “dobradinha”

1º de Agosto sagrou-se ontem vencedor da Taça de Angola em futebol ao vencer o Desportivo da Huíla por duas bolas a uma.

Com esta vitória, os rubronegros fazem a terceira dobradinha do do seu historial treze anos depois.

Depois desta proeza, o 1º de Agostou chegou aos seis títulos, estando neste momento a cinco do Petro de Luanda, que é a mais titulada com onze troféus.

O encontro entre ambas as agremiações disputou-se no Estádio 11 de Novembro, em Luanda. Os golos dos militares do rio seco foram apontados por Zito Luvumbo e Ary Papel, todos na segunda parte.

Foi uma partida equilibrada, porque desde o princípio do desafio as duas equipas foram à procura da vitória.

A jogar no seu reduto, os atletas do 1º de Agosto entraram algo nervosos.

Aliás, por força de um apagão defensivo, Lionel Yombi inaugurou o placard ao cabo dos 45 minutos, depois de uma saída em falso de Tony Cabaça.

Depois do golo, o clube militar foi atrás do prejuízo, mas o Desportivo da Huíla não facilitava, sobretudo nos minutos fi nais do primeiro tempo.

Como é evidente, o clube de Mário Soares dava a entender que estava apostado em vencer pela primeira vez a Taça de Angola, depois de ser finalista em 2002 e 2013.

No reatamento, ou seja na segunda parte, o 1º de Agosto jogou o “tudo ou nada”, uma vez que resgatar o título perdido em 2017 era o objectivo.

Logo, fruto da qualidade dos seus jogadores, o 1º de Agosto assumiu as rédeas da partida, e a partir daí nunca mais o Desportivo subia as suas linhas.

error: Content is protected !!