Detido chefe dos recursos humanos da administração da Ganda

O responsável dos recursos humanos da Administração Municipal Ganda (Benguela), Orlando José, está detido desde Quinta- feira última, sob mandado da Procuradoria-Geral da República (PGR), por suposto envolvimento em práticas de peculato e/ou abuso de confiança. É acusado de, no exercício das suas funções, manter nas folhas de salário trabalhadores já falecidos e alguns reformados de 2010 a 2017, em benefício próprio.

Em declarações à Angop, o sub-procurador- geral da República junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC) na Ganda, Pedro Domingos da Costa, confirmou a detenção, fruto de uma denúncia pública que despoletou numa aturada investigação junto da Administração local. “O caso veio desembocar na detenção do chefe dos Recursos Humanos da Administração local, após se constatar que alguns funcionários já falecidos nos anos de 2010/2014 e 2017 ainda constavam nas folhas de salário”, disse.

De acordo com o magistrado do Ministério Público, para evitar perturbações às diligências processuais, entendeu-se privar a liberdade do cidadão preventivamente, enquanto decorre a instrução preparatória. Segundo ainda uma fonte, no referido processo que envolve actualmente o chefe do RH, poderão estar arrolados outros funcionários da Administração da Ganda, bem como alguns ligados aos sectores da Educação e Saúde. Este é o primeiro caso de detenção de um funcionário sénior da Administração Municipal da Ganda, no seguimento de uma denúncia pública de peculato.

leave a reply