Carta do leitor: Improvisos na EN 100 para o PR ver

POR: Jocelino Panda, morador do Ramiros

Caro Director do jornal OPAíS, obrigado pela oportunidade que dá a cada cidadão de exprimir a sua opinião sobre os mais variados assuntos que afectam a sua comunidade. A segurança nas estradas devia merecer mais atenção por parte de quem nos governa, muito por conta dos elevados índices de sinistralidade rodoviária que diariamente matam vários cidadãos em diversas partes do país. Na Estrada Nacional 100 (EN 100) que liga Luanda à província de Benguela, refiro-me concretamente ao troço que liga os distritos do Benfica aos Ramiros, na capital do país, nos últimos anos a chuva tem estado a consumir o asfalto principalmente junto das passagens hidráulicas, criando ravinas. Existe o risco de os automobilistas derraparem e quando derem por si, já estarem com a sua viatura nas valas, tudo porque uma estrada que liga o Norte ao Sul do país, com circulação diária de centenas de pessoas, continua a não merecer a devida atenção. O curioso, é que há duas semanas, aquando das actividades que antecederam a realização do Fórum Mundial do Turismo, o Presidente da República, João Loureço, passou por aqui para chegar aos Mangais da Barra do Kuanza. Não sei se a velocidade a que iam as viaturas topo de gama do “chefe” lhe permitiu reparar nas condições da estrada, mas a verdade é que, para camuflarem a falta de asfalto, os chico-espertos estreitaram a via colocando separadores de betão nos locais críticos, para dar a entender que a mesma se encontra em reparação. Todavia, com isso criaram um novo perigo, porque a estrada fica completamente às escuras no período no turno e há o risco das viaturas embaterem contra os separadores que estão no asfalto.

leave a reply