Opiniões de Trump sobre Brexit e próximo primeiro-ministro ofuscam visita ao Reino Unido

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, iniciou uma visita de Estado ao Reino Unido ontem Segunda-feira.

Encontrou-se com a rainha Elizabeth II no Palácio de Buckingham, mas a viagem tem sido ofuscada pelas opiniões do norte-americano sobre o Brexit, o novo líder britânico e uma crise de segurança a respeito da chinesa Huawei. Trump e a sua esposa, Melania, chegaram de helicóptero ao palácio, aterrando num dos jardins da rainha. O casal foi recebido pelo príncipe Charles e sua esposa, Camilla, antes do encontro com a monarca.

Durante a visita que termina amanhã, a família Trump será recebida com toda a sumptuosidade da realeza britânica, inclusive um jantar formal com a rainha Elizabeth, chá com o príncipe herdeiro Charles e uma visita à Abadia de Westminster, a igreja da coroação dos monarcas ingleses desde há mil anos. À parte a cerimónia, porém, o imprevisível 45º Presidente norte-americano provavelmente criará celeuma com o aliado mais próximo de seu país, cujo establishment político está mergulhado no caos há meses por causa da separação britânica da União Europeia. Trump elogiou um sucessor em potencial da primeira-ministra, Theresa May, que é mais radical no seu apoio ao Brexit, e seus enviados pediram uma postura britânica mais rígida com a gigante de telecomunicações chinesa Huawei.

“Anseio vir a ser um grande amigo do Reino Unido, e espero muito desta visita”, twittou Trump minutos antes de o avião presidencial Força Aérea Um pousar. Como sinal de que não se absterá de causar polêmica na viagem, ele usou a mesma mensagem para criticar o prefeito de Londres, Sadiq Khan, oponente de longa data que descreveu como um “grande perdedor”. O Reino Unido espera que a visita consolide o chamado relacionamento especial entre os países e crie uma plataforma para um acordo comercial pós-Brexit, que Trump disse poder ser trabalhado no futuro próximo. Trump recebeu o tratamento real completo de seus anfitriões na Segunda- feira.

Depois de ser recebido pela rainha e pelo príncipe herdeiro Charles no Palácio de Buckingham, desfrutou de um almoço com a monarca de 93 anos e outros membros destacados da realeza. Em seguida, o segundo filho da rainha, príncipe Andrew, acompanhou Trump à Abadia de Westminster, onde o Presidente depositou uma coroa de flores no Túmulo do Soldado Desconhecido antes de o dia culminar com um banquete de Estado majestoso em Buckingham – onde os homens vestem fraques com camisa branca e as mulheres usam vestidos de noite.

error: Content is protected !!