Refinaria de Luanda nas “mãos” da Kinetics Technology

Refinaria de Luanda nas “mãos” da Kinetics Technology

O Presidente do Conselho de Administração da Sonangol , Gaspar Martins, e o Vice- Presidente Executivo da Eni para a África Subsaariana, Guido Brusco, acordaram ontem, em Luanda, na abertura da Conferência Angola Óleo e Gás, que decorre no Centro de Convenções de Talatona, a adjudicação do contrato para a realização da nova unidade de platforming da Refinaria de Luanda à empresa KT–Kinetics Technology.

A inclusão desta nova unidade à Refinaria de Luanda irá quadruplicar a capacidade de produção de gasolina de alta octanagem, da referida unidade e, consequentemente reduzir a necessidade de importação. Vencedora do concurso internacional promovido pela Eni, a KT é uma empresa de EPC globalmente reconhecida com forte perfil tecnológico. Estima-se que o projecto da unidade de platforming seja concluído em dois anos e meio e a execução desse contrato empregará cerca de 600 trabalhadores locais e, durante a fase de construção, mais de 1000 postos de trabalho, nas áreas civil, mecânica, eléctrica e instrumental, serão criados.

As actividades serão supervisionadas por uma equipa conjunta e especialmente designada pela Sonangol e a ENI, com o objectivo de assegurar os mais altos padrões de segurança, qualidade, eficiência de custos e observância do cronograma do projecto. Este projecto resulta do Acordo de Cooperação assinado pela Sonangol e a Eni, em 2018, para o relançamento do sector de refinação de Angola. No cumprimento do referido acordo, a Eni completou de forma segura e bem sucedida uma campanha de manutenção da refinaria que resultou num aumento da sua fiabilidade e iniciou um programa, actualmente em curso na Itália, para o treinamento de 40 técnicos da Sonangol focado na gestão de refinarias.

Refinaria de Cabinda

Num outro momento, a Sonangol e a United Shine procederam,  durante a abertura da Conferência África Óleo e Gás, que decorre no Centro de Convenções de Talatona, à assinatura do acordo de sócios para a construção de uma refinaria de petróleo bruto de alta conversão na província de Cabinda. A construção da refinaria de Cabinda faz parte das prioridades da Sonangol e integra o Plano Nacional de Desenvolvimento no âmbito da estratégia do governo de redução de custos com a importação dos derivados. Recorde-se que a escolha da United Shine resultou de um concurso lançado pela Sonangol, em 2017, para a construção de uma refinaria que deverá ter uma capacidade de processamento de 60 mil barris de petróleo por dia, para a produção de derivados como o gasóleo, a gasolina, o fuel oil e o J et A1.