Primeira- dama entrega bens alimentares às vítimas da seca

Diversos bens alimentares para a população afectada pela seca no Cunene foram entregues Terça- feira ao governo provincial pela primeira-dama da República de Angola, Ana Dias Lourenço.

Entre os bens entregues, destacam- se 200 sacos de arroz, 100 caixas de óleo vegetal, 20 sacos de açúcar e 30 atados de fardo com roupa e calçados. Foram ainda entregues uma ambulância, uma cisterna de água, três motorizadas de três rodas e material gastável de uso hospitalar.

A recepção dos bens coube ao governador do Cunene, Virgílio Tyova. A província do Cunene vive, desde Outubro de 2018, uma acentuada crise, com 857 mil e 443 pessoas (de um total de 171 mil 488 famílias) e um milhão de cabeças de gado afectados pela seca, que já matou 26 mil e 267 animais, entre bovinos, caprinos e suínos. A primeira-dama da República, que regressou ainda ontem a Luanda, esteve no Cunene desde Segunda-feira, onde avaliou os avanços da campanha “Nascer Livre para Brilhar”, que visa eliminar a transmissão do VIH de mãe para filho.

Lançada em Dezembro de 2018, a campanha decorre ao nível nacional e tem por meta a redução da taxa de transmissão do VIH de mãe para filho de 26 por cento, em 2019, para 14 por cento até 2021. No Cunene, Ana Dias Lourenço manteve encontro com o governador local, visitou os municípios de Ombadja e Namacunde, e o Hospital Geral de Ondjiva, onde foi informada sobre os avanços do programa de corte de transmissão vertical do vírus. Dados dos serviços de Saúde no Cunene indicam que, de Janeiro a Abril deste ano, 108 bebés de mães seropositivas nasceram livre do VIH/Sida, na Maternidade do Hospital.

error: Content is protected !!