Bispos angolanos rezam missa no túmulo de Nsaku Ne Vunda, em Roma

 A primeira missa dos Bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), em visita “Ad Limina Apostolorum” à  cidade do Vaticano, que culminou com a audiência do Papa Francisco, foi celebrada na basílica Santa Maria Maior, onde se encontra o túmulo  de Nsaku Ne Vunda.

Há 400 anos, em 1608, na Basílica Santa Maria Maior, a quarta maior basílica de Roma, foi enterrado Ne Vunda (baptizado como António Manuel), o primeiro embaixador do Reino do Congo no Vaticano.

Durante a vista, realizada de nove a 17 de Junho, o Papa Francisco recebeu, segunda-feira,  os 18 prelados angolanos com os quais passou em revista a situação da Igreja em Angola e ofereceu a cada um uma cruz peitoral e textos do seu pontificado, entre eles um sobre a convivência com o Islão e a fraternidade.

Em actualização

error: Content is protected !!