Furto de milho e cabrito fazem dois mortos na Huíla

Duas pessoas foram apanhadas em flagrante, uma a furtar milho e outra a furtar cabrito, na huíla, e acabaram mortas pelos proprietários

Consta do balanço da Polícia na Huíla dois casos de justiça por mãos próprias, que resultaram em morte. O primeiro aconteceu quando eram sensivelmente 19h do dia 15 do corrente, no município de Cacula, numa lavra. O crime de homicídio que tem como vítima Domingos João, de 33 anos, foi praticado com recurso a uma arma branca (catana) e é acusado um cidadão, camponês, de 35 anos.

Rezam os factos que este último terá encontrado em flagrante a vítima a furtar milho na sua lavra. O dono da lavra ao aperceber- se de que o cidadão Domingos João lhe queria roubar milho, não pensou duas vezes se-não desferir-lhe vários golpes com catana, que o levou à morte minutos depois.

A polícia, diante desta situação, deteve o acusado e encaminhou-o junto do Ministério Público para os procedimentos legais. Ainda na Huíla, a Polícia Nacional deteve, recentemente, um cidadão nacional de 33 anos de idade, presumivelmente pela prática do crime de homicídio contra um cidadão de 36 anos de idade. Informações da polícia local dão conta que, o facto ocorreu na localidade do Tuntun, comuna do Tchicungo, quando o acusado terá espancado a vítima até à morte, alegadamente por este ter furtado um cabrito no interior da sua residência.

O implicado já se encontra a contas com a justiça para os devidos trâmites legais. O balanço local da polícia das últimas 72 horas dão conta do registo de 25 crimes, destes, 14 foram esclarecidos e 15 cidadãos foram detidos como presumíveis autores. No domínio da fiscalização e prevenção rodoviária registaram 10 acidentes de viacção que resultou em um morto e 7 feridos.

error: Content is protected !!