Michel Platini detido em França por suspeitas de corrupção no Mundial do Qatar

epa04772435 UEFA President Michel Platini speaks during a press conference following a meeting of the European soccer federation UEFA in the Kameha Grand Hotel in Glattpark-Zurich prior to the FIFA Congress in Zurich, Switzerland, 28 May 2015. The 65th FIFA Congress with the president's election will take place on 29 May 2015 in Zurich. EPA/WALTER BIERI

Michel Platini, ex-presidente da UEFA, foi detido esta terça-feira em França, por suspeitas de corrupção. De acordo com o jornal francês Mediapart (acesso condicionado, conteúdo em francês), estará em causa a decisão escolher o Qatar como país organizador do Mundial 2022, sendo Platini acusado de favoritismo.

A detenção ocorreu na manhã desta terça-feira, na sequência de uma investigação levada a cabo pela Procuradoria Nacional de Finanças (PNF) às condições para a escolha do organizador da Copa do Mundo de 2022 no Qatar, avança o Le Monde (acesso condicionado, conteúdo em francês). Michel Platini terá sido chamado a prestar depoimento no Gabinete Anticorrupção da Polícia Judiciária Francesa (OCLCIFF), em Nanterre (Hauts-de-Seine), acabando por ficar detido.

O PNF está especialmente interessado em saber o que foi discutido durante um almoço realizado a 23 de novembro de 2010, no Palácio do Eliseu, onde estiveram presentes Nicolas Sarkozy, Michel Platini, Tamim bin Hamad Al Thani, Emir do Qatar, e Sheikh Hamad bin Jassem, atual primeiro-ministro do Qatar. Claude Guéant, ex-chefe de Gabinete de Sarkozy, e Sophie Dion, ex-assessora técnica de Sarkozy, também estiveram presentes.

Assim como Michel Platini, também Claude Guéant e Sophie Dion foram chamados pelo Escritório Central de Combate à Corrupção e Crimes Financeiros e Fiscais (OCLCIFF), embora estes últimos não estejam detidos.

Em causa estarão “supostos actos de corrupção e suborno de pessoas que não exerçam serviço público”, refere o Le Monde. Michel Platini foi eleito presidente da UEFA em 2007, ocupando esse cargo até 2015, ano em que foi banido pelo Comité de Ética da FIFA, embora sempre tenha negado ter cometido qualquer ilegalidade. Em 2010, altura em que o Qatar foi escolhido para organizar a competição mundial — o que levantou várias polémicas –, Platini estava em funções.

O Mundial de futebol de 2022 no Qatar vai decorrer entre 21 de novembro e 18 de dezembro, com a final a acontecer a 18 de dezembro, devido ao calor do verão no Qatar.

error: Content is protected !!