Angola, RDC e RCongo alicerçam relações

O ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Pedro Sebastião, ressaltou, esta Terça-feira, a necessidade de Angola, República Democrática do Congo (RDC) e República do Congo cimentarem, cada vez mais, as relações de boa vizinhança, no interesse dos respectivos povos

Pedro Sebastião, que intervinha na sessão de abertura da reunião tripartida dos chefes de segurança desses países, disse ser necessário conformar os aspectos de segurança na sub-região para o desenvolvimento harmonioso dos países. “Temos a responsabilidade de cimentar as nossas relações (…), por isso é sempre bom falarmos de aspectos que conformam a nossa segurança, matéria muito importante para o bem-estar das nossas populações e desenvolvimento dos nossos países”, observou. Pedro Sebastião congratulou-se pelo facto de a região estar em paz.

“Estamos em paz e estão criadas as condições para uma relação frutuosa sem sobressaltos, um espírito que os nossos Chefes de Estados nos têm incutido”, afirmou. A delegação da RDC ao encontro é chefiada pelo conselheiro especial para as questões de segurança do Chefe de Estado, François Beya Kassanga, e, da parte da República do Congo, o secretário-geral do Conselho de Segurança Nacional, Jean Dominique. Angola e RDC partilham 2.500 quilómetros de fronteira terrestre.

E com a República do Congo, tem uma fronteira de 201 quilómetros. Os três países integram conjuntamente, entre outras organizações, a Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), a Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) e a União Africana (UA).

error: Content is protected !!