Cerca de 300 formandos potenciados em técnicas de bar à base de café

Um total de 300 formandos, entre alunos da Escola de Hotelaria e Restauração de Talatona e clientes da Angonabeiro, promotora da iniciativa, beneficiam de acção formativa em técnicas de bar à base de café, com Paulo Grifo, formador português

Confecção de “Café expresso”, “Cappuccino”, “Latte Macchiatto”, “Delice”, “Mockachino”, “Café Bicerin”, “Frozen Café”, “Shackeratto”, “Sweei Ice Coffee”, entre outros sabores, compõem a carta reunida com as concomitantes receitas. De acordo com a directora de Marketing da Angonabeiro, o objectivo do certame é o de formar os futuros hoteleiros do país, a ganharem a prática de “barristas” lidando com o café, ou seja que tira o café e faz bebidas a base de café.

Joana Miranda acredita que com esta formação que vai já na sua II edição, aliada à experiência do formador que pertence à Academia Delta em Portugal, vai poder mostrar as valências que o café tem no dia-a-dia das pessoas. “Estamos na II edição, a primeira foi realizada há 4 anos, com um outro formador. Desta vez convidamos o Paulo Grifo para formação, porque queremos de facto manter essas formações periódicas, porquanto somos um grupo que preocupa- se com a formação dos futuros hoteleiros”, apontou.

Por outro lado, explicou que exclusivamente para a presente edição, houve uma parceria com a Escola de Hotelaria e Restauração, que frequentam os vários cursos na instituição, a habilitarem-se desta formação onde o principal mote é o café. De salientar, que o café tem inúmeras formas de ser utilizado não se esgotando apenas na chávena. Ele tem múltiplas diversidades, quer na estética como também pode ser usado na culinária (bife com molho de café), por exemplo entre outras potencialidades.

error: Content is protected !!