As passagens de Angola na montra do futebol africano

Tudo começou em 1996. De lá para cá, o melhor que Angola conseguiu foi, em duas ocasiões, a passagem da fase de grupos, em 2008 e em 2010. O pódio fica-lhe distante

Depois de várias tentativas nas décadas de 80 e de 90 do século XX, a Selecção Nacional de Angola marcava presença pela primeira vez num CAN em 1996. Comandada por Carlos Alhinho (falecido), os Palancas Negras chegaram a África do Sul sem qualquer experiência e não passaram da primeira fase. Somaram apenas um ponto, fruto do empate diante dos Camarões, 3-3. Luís Cazengue “Luiszinho”, Abel Campos, Paulo Alves “Paulão”, Akwa, Márito, Hélder Vicente, Joaquim Alberto da Silva “Quinzinho” (falecido em Abril) e Wilson são alguns dos nomes daquela época.

Em 1998 voltaram a disputar a competição, desta vez no Burkina Faso. A equipa liderada por Manuel Gonçalves Necas somou dois pontos, fruto de dois empates e uma derrota. Depois disso seguiu-se um período longo de “jejum” até à qualificação para o Egipto, em 2006, ano em que o conjunto nacional logrou, igualmente, o apuramento ao Mundial, deixando pelo caminho as selecções da Argélia e da Nigéria, tidas como favoritas. No jogo de estreia, no Estádio Militar do Cairo, os Palancas Negras foram derrotados pelos

Camarões de Samuel Etoo por 3-0, empate 2-2, no mesmo Estádio, diante do Congo Democrático. E no encerramento da campanha, Angola venceu o Togo de Emanuel Adebayor por 3-2, numa partida disputada no Estádio Nacional do Cairo.

No Gana, em 2008, Oliveira Gonçalves voltou a fazer história ao apurar a equipa para a fase seguinte da competição, tendo inclusive derrotado o Senegal, no Estádio de Tamale, por 3-1, com um “soberbo” golo de Manucho Gonçalves.

A decepção em casa

Em 2010, em Angola, num CAN de triste memoria devido ao empate por 4-4 diante do Mali, logo na abertura, os Palancas não tiveram calma e muito menos uma estratégia que lhes permitisse chegar aos quartosde- final e fazer história, ao perderem frente ao Ghana por 1-0. Foi este Ghana que acabou vencido na fi nal pelo Egipto. Seguiu-se o CAN da Guiné Equatorial, onde Angola não conseguiu repetir a proeza de 2008 e 2010, ficando na primeira fase. Em 2013, os Palancas voltaram a ficar pelo caminho na primeira fase no CAN da África do Sul, tendo inclusive caído aos pés de Cabo Verde. Nos anos seguintes, os Palancas Negras não marcaram presença

leave a reply