Preço dos stand da feira da Banana considerado altos

Preço dos stand da feira da Banana considerado altos

Quinhentos a 600 mil kwanzas por 44 metros quadrados é o valor cobrado na montagem de um stand aos expositores do sector industrial, na oitava edição da feira da Banana de Produção nacional.

Este valor foi contestado pela representante da empresa Angospencer, Plácida de Lacerda, sustentando que na edição de 2016, realizada no mercado do Panguila, 50 metros quadrados equivaliam a 300 mil Kwanzas e permitia expor maior quantidade de produtos.

Por este facto, defendeu a redução de preços, principalmente no sector industrial que raramente vende os seus produtos durante o certame e chega a gastar entre 600 a um milhão de kwanzas sem retorno do valor aplicado. “Gostaria que o governo da província realizasse mais feiras para ajudar os empresários a exporem os seus produtos. Os preços seriam mais baixos e a participação dos expositores seria maior”, disse.

Uma casa dentro da feira da Banana

Nesta feira, a empresa Angospencer está a expor uma casa de um piso, construída com material composto por esferovite e malhassol, chapas caneladas, portas e janelas de alumínio, material de canalização e lava loiça importado. Segundo a responsável, o material aplicado na construção de residências é ambicioso e tem uma durabilidade entre 100 a 120 anos.

Com capacidade para produzir material de construção para 50 a 100 casas/dia, a empresa debate-se com a falta de divisas para aquisição da matéria-prima do exterior (China, Itália e África do Sul). Para Plácida, a Feira deve continuar para que as pessoas conheçam o que o Bengo produz.

Localizada na comuna das Mabubas, a 10 quilómetros a norte da cidade de Caxito, a empresa expõe material e tecnologia de última geração e constrói casas rápidas em menos de 15 ou 30 dias, dependendo do material disponível. A Feira da Banana de Produção Nacional decorre na cidade de Caxito, província do Bengo desde Sexta-feira, na Fazenda Novagrolider.

Com Angop