Antigo cônsul da Guiné-Bissau será enterrado amanhã em Luanda

José Isaac Silva faleceu na madrugada do último Domingo, na Clínica Sagrada Esperança, onde deu entrada na Sexta-feira gravemente ferido por dois tiros que sofrera dias antes, em Viana. O crime ocorreu por volta das 9h00 de Terça-feira, nas imediações da Vila de Viana, envolvendo três marginais que se apoderaram do fio e da mascote de ouro da vítima. José Isaac Silva estava a caminho da Associação dos Empresários da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa.

Ao longo do trajecto, parou a viatura para uma situação pontual e apareceram os malfeitores que partiram o vidro, dispararam e receberam os seus pertences. Fernanda Maria Silva declarou, à Angop, que os disparos (à queima roupa) foram protagonizados por desconhecidos, na zona de Viana, onde trabalhava. Os tiros atingiram o braço esquerdo e o abdómen. A vítima de imediato foi encaminhada para uma clínica de Viana e mais tarde transportado para o Hospital Américo Boavida.

Dois dias depois, foi transferido para a Sagrada Esperança, onde acabou por morrer. O Serviço de Investigação Criminal (SIC) de Luanda garante que está trabalhar para identificar e prender os responsáveis pelo crime. José Isaac Silva foi cônsul-geral da Guiné-Bissau em Angola de 2003 a 2013. Até à sua morte era vice-presidente da Associação dos Empresários da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa.

error: Content is protected !!