Carta do leitor: Os esquecidos do Benfica

POR: António Faísca, descontente
Benfica – Luanda

Estimados amigos jornalistas de OPAÍS, O meu nome é António Faísca, todos me conhecem no Benfica. Escrevo para o jornal para reclamar contra o nosso Governo, que algumas vezes parece que se esquece dos cidadãos que votam. Embora perto das eleições faça muitas promessas. Eu não consigo entender como é que o Benfica, em Luanda, ainda não tem asfalto. Será por alguma razão que tem a ver com as pessoas que vivem no Benfica? Porque no Lar do Patriota já asfaltaram tudo. Por que será então? Há mais de dez anos que é só abandono. Nem asfalto e nem ruas iluminadas. A água é como em toda a parte, não há. Mas me pergunto: porque é que o Benfica não é asfaltado depois de as pessoas terem construído a seguir as regras do Governo Provincial de Luanda? Ou o Governo já se esqueceu disso? É uma tortura. E é uma pena ver casas em que as pessoas aplicaram as suas poupanças, mas para chegar lá é preciso passar por buracos como se estivéssemos numa aldeia. No tempo das chuvas é só lama. Algumas pessoas já moram lá há quase quinze anos, ou mais. Não entendo porquê que o Governo não asfalta as ruas e não trata bem as pessoas. Assim, será que o Benfica também não vai entrar nas autarquias? Só se for isso, porque o descontentamento é muito grande. Parece mesmo que em Angola há vários tipos de angolanos, uns que merecem mais e outros que não.

error: Content is protected !!