Delegado da Polícia Nacional no Zaire quer asseguramento exemplar do Festikongo

O delegado provincial do Zaire do Ministério do Interior (MININT), comissário Manuel Francisco Gonçalves, exortou aos órgãos do sector a afinarem os mecanismos de asseguramento do Festival Internacional da Cultura, Artes e Turismo (Festikongo), a decorrer de 5 a 8 de Julho próximo, nesta cidade.

O também comandante provincial da Polícia Nacional, que não avançou o número de efectivos para este evento, fez esta exortação durante o acto político comemorativo dos 40 anos de existência do Minint, que se assinalou no Sábado.

Durante a cerimónia, em que participaram efectivos dos diversos órgãos, nomeadamente os Serviços de Investigação Criminal, de Migração e Estrangeiros, Penitenciários, Polícia da Ordem Pública, entre outros, o comissário avançou que nesta primeira edição do Festikongo participarão várias personalidades nacionais e estrangeiras. O evento é sugerido pela UNESCO, aquando da inscrição do centro histórico de Mbanza Kongo na lista do Património Mundial, a 8 de Julho de 2017, e reunirá caravanas artísticas dos demais países que integravam o território do Reino do Kongo como a RDC, o Congo Brazzaville e o Gabão.

Mbanza Kongo foi o centro político- administrativo do antigo Reino do Kongo. Actualmente capital da província angolana do Zaire, conta com cinco bairros: Sagrada Esperança, Álvaro Buta, Martins Kidito, 4 de Fevereiro e 11 de Novembro, tendo uma população estimada em 155 mil e 174 habitantes. O português e o kikongo (língua materna) são as línguas mais faladas na localidade, incluindo também o lingala, originário da RDC, dada a proximidade com este país.

error: Content is protected !!