Bolseiros angolanos a caminho da França

Cento e quatro estudantes bolseiros angolanos seleccionados pela empresa petrolífera Total EP, vão embarcar para a França no próximo mês de Julho, para frequentarem o ano lectivo que começa em Setembro do ano em curso

O programa de formação destes bolseiros resultou de um acordo rubricado em 2018 entre o Presidente da República, João Lourenço, e o Governo francês aquando da sua visita em Maio do ano passado, em Paris, capital da França. Trata-se de bolseiros da petrolífera Total E&P e do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos, que, nesta Quarta- feira, 26, receberam as bolsas de estudo numa cerimónia assistida pela madrinha deste projecto, a Primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço. A madrinha do projecto assumiu o compromisso de acompanhar o desempenho dos afilhados e aconselhou-os a buscar a excelência em tudo o que eles fizerem. “Que cada um seja um bom patriota, um bom cidadão e um bom angolano”, sublinhou.

De modo particular, Ana Dias Lourenço encorajou as 31 mulheres do grupo para se empenharem a fundo, para demonstrarem aos homens que “são fortes, inteligentes, dedicadas, destemidas”, para vencerem os grandes desafios. “Eu sou uma madrinha muito orgulhosa dos seus afilhados, para isto, eu gosto que os meus afilhados se portem bem, que sejam os melhores em tudo, que estudem muito porque eu vou acompanhar o vosso desempenho”, disse.

Total financia mais de 300 bolseiros

Já o director-geral da Total E&P Angola, Olivier Jouny, disse que o compromisso da Total com a educação é a formação, e desde os anos 1980 já financiou mais de 300 bolseiros no exterior do país. Afirmou que estes novos bolseiros vão frequentar os cursos de engenharias biológica, eléctrica, informática, térmica, mecânica e produção e de indústria agroalimentar entre outras. Para o embaixador de França em Angola, Sylvain Itté, os jovens bolseiros vão seguir uma formação de alto nível, sinónimo de emprego garantido e de sucesso quando regressarem ao país.

leave a reply