Detidos no tumulto do Sambizanga vão a julgamento

Cinco cidadãos detidos pela Polícia Nacional, na quinta-feira, no Sambizanga, durante o tumulto em que tentavam invadir a 9ª Esquadra de Polícia Nacional, serão julgados sumariamente pelo Tribunal Provincial de Luanda.

Os referidos cidadãos vão responder por crimes de desobediência, alteração da ordem e tranquilidade públicas, ofensas corporais e danos materiais.
O director do gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da delegação provincial do Ministério do Interior (Minint), intendente Mateus Rodrigues, disse que a polícia foi obrigada a detê-los por desacato, quando mais de 100 pessoas vandalizavam a esquadra.
Como consequência dos actos de desordem pública, que incluiram o arremesso de objectos contundentes, foram danificadas sete viaturas da polícia e 12 outras que circulavam pela avenida Lueji Nkonda, ficando com os vidros laterais partidos e outros danos nos pára-brisas e nas chaparias.
O oficial superior da corporação advertiu que a polícia estará pronta para agir em prol da garantia da ordem e da tranquilidade públicas sempre que ocorrerem manifestações do género e outros actos de desacato à lei, desobediência, ou ofensas corporais e morais como os registados na quinta-feira.
O tumulto entre populares e efectivos da Polícia Nacional resultou no ferimento de dois civis e cinco agentes da polícia, dos quais um em estado grave.
A confusão ocorreu depois de populares, incluindo familiares, acusarem os agentes do Serviço de Investigação Criminal (SIC) de terem espancado um cidadão de 25 anos quando esteve detido e faleceu dias depois.
A Polícia actuou com o efectivo de intervenção rápida no sentido de dispersá-los e evitar mais danos.

error: Content is protected !!