Noruega propõe que Angola recorra aos fundos da ONU para mitigar a seca

O Embaixador do Reino da Noruega acreditado em Angola, Kikkan Marshall Haugen, aconselhou o Governo angolano, neste Sábado, no município da Chibia, na Huíla, a accionar o fundo de emergência da Organização das Nações Unidas (ONU) para acudir as vítimas da seca no Sul do país.

Em declarações aos jornalistas, no âmbito da visita que efectuou àquela província com o objectivo de avaliar a situação da seca, o diplomata classifi cou a situação de extrema, sobretudo nas províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango. Kikkan Haugen referiu que os desafi os do Governo de Angola passam por captar mais ajuda e o fundo das Nações Unidas para situações de emergência, em que a Noruega contribui com 8,4 milhões e 400 mil dólares, correspondentes a 15%, é um dos caminhos.

Já a vice-governadora para o sector Político, Social e Económico, Maria João Chipalavela, apontou os municípios mais afectados, com destaque para o dos Gambos, Chibia, Quilengues, Humpata e Matala. Kikkan Marshall Haugen cumpriu uma visita de três horas ao município do Lubango e Chibia e fez-se acompanhar dos representantes da World Vision, Unicef e ADRA. Esta é a primeira visita do género do diplomata a província da Huíla desde que foi nomeado em 2018.

error: Content is protected !!