HUÍLA:Filho morto pelo pai por deixar perder cabeças de gado

O balanço da Polícia Nacional na Huíla tem o registo da morte de uma criança de oito anos, supostamente perpetrada pelo seu progenitor, por agressão após o adulto dar conta da falta de algumas cabeças de gado bovino durante o pastoreio do menor

O facto aconteceu na comuna de Kapunda Kavilongo, na província da Huíla, onde um cidadão de 26 anos aparece como suspeito do crime que vitimou mortalmente o seu próprio filho, de oito anos. O menor foi agredido pelo pai após este ter registado a perda de algumas cabeças de gado aquando do seu pastoreio. De acordo com o porta-voz do Comando Provincial da Huíla da Polícia Nacional (PN), inspector- chefe Luís Filipe Zilungo, o menor, ao aperceber-se da falta de algumas cabeças, e porque já sabia que o pai iria agredi- lo, por medo, refugiou-se em casa de um tio, de forma a que este o protegesse.

“O homem, quando notou que o filho fugira para a casa de um dos seus parentes, foi ao encontro da criança, pegou num instrumento contundente (pau) e desferiu vários golpes sobre a criança até ela perder a vida”, conta, salientando que após o acto, os familiares fizeram a denúncia às autoridades que, de imediato detiveram o pai do menor.

Detido suspeito de envenenar adolescente no Lubango

Uma adolescente de 16 anos de idade foi supostamente morta pelo namorado, no bairro da Mitcha, município do Lubango, província da Huíla. A informação consta também no relatório apresentado pela PN. O suspeito encontra-se detido, enquanto se aguarda pelo resultado da autópsia ao cadáver. Ambos estavam num convívio, donde o suspeito retirou a vítima à força tendo-a levado para a casa, onde foi encontrada sem vida. Em casa do suspeito foram recolhidos alguns instrumentos para a análise, que podem ajudar a entender a situação. Este é o terceiro caso do género este ano.

error: Content is protected !!