Angola quer maior participação cubana na diversificação da economia

Angola quer maior participação cubana na diversificação da economia

Manuel Augusto falava à imprensa sobre a primeira visita de Estado do Presidente João Lourenço, de dois dias, a Cuba, que iniciou ontem, visando o reforço da cooperação bilateral. Acredita que Cuba tem avanços em muitas áreas do saber, principalmente nas Ciências Médicas e indústria farmacêutica, que podem ajudar Angola a tornar-se auto-suficiente e criar cadeias de produção de bens essenciais, como os medicamentos. Disse haver um potencial a ser explorado e serão assinados alguns acordos para conformar a cooperação existente aos novos tempos, reforçar o intercâmbio histórico nos domínios da saúde e dos vários níveis de educação.

Apontou como novas prováveis áreas a cooperação as área de investigação, da pequena e média indústria e noutros sectores de interesse e com benefícios mútuos. O ministro disse ter havido um esforço muito significativo para a liquidação da dívida, cujo valor não mencionou, sublinhando que o assunto já não está sobre a mesa das conversações. Considerou a visita do Presidente João Lourenço de importante, pelo seu carácter histórico, cultural e de laços de sangue adjacentes à história comum, por reflectir as mudanças verificadas com a eleição de novos Chefes de Estado e os desafios no domínio económico nos dois países. O Presidente João Lourenço partiu de Angola tendo na sua agenda uma homenagem ao líder fundador da pátria angolana, António Agostinho Neto, no parque dos Heróis Africanos, em Havana.

Outra homenagem prevista determina a deposição de uma coroa de flores no Panteão erguido no Cemitério de Colón, no coração da capital cubana, em honra aos combatentes cubanos falecidos em Angola. Uma conferência magistral na centenária Universidade de Havana e, naturalmente, conversações com as autoridades cubanas para a assinatura de um conjunto de acordos em vários domínios de cooperação surgem igualmente na agenda publicada. Para Segunda-feira, o programa também previa uma visita ao Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia, mundialmente conhecido pelas suas pesquisas avançadas em áreas como a cura do cancro. Para hoje, Terça-feira, o estadista angolano visitará a Zona Especial portuária de Desenvolvimento de Mariel, na periferia de Havana, e manterá um encontro com bolseiros angolanos, maioritariamente estudantes de Medicina.