Uíge precisa de mais agências bancárias para potenciar a economia

O governador do Uíge, Pinda Simão, exortou recentemente os empresários da rede bancária nacional a instalarem mais agências na província, atendendo à carência que enfrenta e difi culta a vida das comunidades em potenciar a vida económica local.

O governante manifestou a preocupação no município de Ambuila, onde esteve a inteirar-se das principais dificuldades e constatar a implementação das obras públicas em curso, das quais muitas infra- estruturas sociais encontram- se paralisadas há mais de quatros anos por falta de recursos financeiros. Segundo o responsável, a província vive um problema sério de falta de agências bancárias nos municípios por diversas razões, evocadas pelos investidores, como o acesso e estado das estradas, problemas de telecomunicações, a questão do retorno dos investimentos, entre outros aspectos.

Entretanto, disse que a abertura de uma agência em Ambuila e noutros municípios ajudaria a melhorar a agricultura familiar e a intervenção dos camponeses potenciados com tractores e, desta forma, poderiam igualmente obter mais recursos, desenvolver o Uíge e o próprio país para melhoria das condições de vida das pessoas. “As agências bancárias dão emprego e são um instrumento de apoio ao desenvolvimento e para potenciar a economia das famílias”, reafirmou Pinda Simão que anunciou estarem em curso negociações com o BAI para instalar uma sucursal sua na vila de Ambuila, o mais breve possível. Durante a visita de constatação, o governador percorreu o edifício reabilitado da Administração municipal, as obras do hospital local, de um liceu de 24 salas de aula, a escola nº623, em reabilitação, e o centro médico da sede do Ambuila, onde o governante entregou uma ambulância e meios de apoio médico e medicamentoso.

Na visita, Pinda Simão reuniuse ainda com as autoridades tradicionais, eclesiásticas, líderes juvenis e de associações, de quem ouviu suas preocupações e difi – culdades, tendo de seguida entregue diversos meios às associações de camponeses existentes na localidade. O vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, os delegados da Justiça e Direitos Humanos e Interior, directores da Saúde, Educação, Antigos Combatentes e Veteranos de Guerra, entre outros quadros seniores do executivo local e membros do governo provincial integraram a comitiva.

error: Content is protected !!