IV edição do “Unitel festa da música” reuniu mais de 20 mil pessoas

IV edição do “Unitel festa da música” reuniu mais de 20 mil pessoas

No primeiro dia do evento (Sábado), actuaram os músicos Anselmo Ralph, Gerilson Insrael, Jay Oliver, Lil Saint, Scró Que Cuia, Cage One, Hanna Gomez (do Unitel Estrelas ao Palco), a dupla Duc & Nikko, bem como os cantores MC’s brasileiros Lord Júnior, Nego do Borel, além dos grupos TRX e Team (composto por Neru Americano e os Santiegos). Tudo começou quando eram 14 horas. As colunas começaram a “bombar” ao som do DJ O’Mix, que fazia o pessoal dançar com hits da actualidade. Mas quem abriu o espectáculo foi Hanna Gomez, do concurso Unitel Estrelas ao Palco.

A seguir, os TRX, um dos destacados grupos da New School (Nova Escola de Rappers) cantou músicas como “Deixa Só”, “Vou Bazar” e outros sons do seu mais recente álbum “Melhor União”. A dupla Duc e Nikko, acompanhada por bailarinos com movimentos coreografados, arrancou palmas do público. Músicas como “Olhos café”, “All Night” e “Dona da Favela” não faltaram nesta actuação. Quem convidou a actuar consigo os rappers, como Vuino, Sandocan, e Francis Mc Cabinda, do grupo Elenco de Luxo, foi Cage One, que trauteou “Inuve”, Caíste dos céus” e antes de sair do palco fez o público cantar “Tu me Pões no Limite”, canção cuja voz do coro é de CEF Tanzy. Jay Oliver, acompanhado de dançarinos, subiu ao palco e cantou “Você me cuia”, uma das canções que marcaram o início da sua carreira, “Você Sabe me Tocar lá”, “Teu Mambo é Bom”.

Pisou ainda o palco Lil Saint, que foi recebido com gritos e muitos aplausos. “Essa música é dela”, “Está tudo bem”, “Embrião” foram algumas das canções entoadas pelo cantor. O músico realçou que “Gostou muito de actuar nesse show. As pessoas estão bastante calorosas. Estão a receber bem todos os músicos que entram. Essa é a melhor sensação que um músico pode ter. Festa da música é um evento bastante importante para nós, músicos”. A seguir, subiu ao palco o autor de “Minha Bêbada”, Gerilson Insrael, que foi bem recebido pela plateia ao cantar a música “Está a Me morrer”, com participação de Jay Oliver.

Scró que Cuia apresenta música em primeira mão

De calção, como é habitual, subiu ao palco Scró que Cuia o “Menino Malandro”, dançando “Parte Cama”. Ele lançou para o sucesso “Cara de apaixonado” e “Oi mana”. O kudurista, pelo imenso amor que tem pelos fãs, deu-lhes o privilégio de ouvirem em primeira mão, directo no show, a música “Pintin”, que, segundo o mesmo celebra as boas relações que tem vindo a cultivar com o cantor Neru Americano nos últimos tempos. O músico Anselmo Ralph brindou o público com suas canções, na sua maioria tiradas do “baú”. Cantou “Promete”, “Vai Cuiar Mais”, entre outras, mas à capela e em uníssono com o público.

Porém, elogiou o espectáculo por dar oportunidade a mais artistas. O show seguiu-se com Lord Júnior, Neru Americano e os Santiegos, que, segundo o público, tiveram uma performance excelente, por levarem consigo ao palco o humorista Costa Vilola (personagem Momo em o Kubico dos Tuneza). O fecho do primeiro dia do espectáculo esteve a cargo do músico brasileiro Nego do Borel, que cantou “Me Solta”, dentre outras canções de seus compatriotas MC’s. Nego do Borel disse à imprensa angolana estar bastante feliz por ter vindo a Angola. Confessou ainda querer voltar mais vezes, tendo revelado o seu interesse em estudar sobre a história de Angola.

Segundo dia do festival

O evento encerrou no Domingo com a actuação dos músicos Anderson Mário, Halisson Paixão, Rui Orlando, Matias Damásio, Bruno M, Puto Português, Yannick Afroman, a dupla Yobass, os grupos Mobbers e Wet Bad Gang.