Tribunal condenou Ntaganda do Congo por crimes de guerra

Na Segunda-feira, juízes do Tribunal Penal Internacional condenaram Bosco Ntaganda, ex-líder militar congolês, acusado de atrocidades, incluindo assassinato, estupro e recrutamento de crianças-soldados. Ntaganda, de 45 anos, foi condenado por actos cometidos quando era líder da milícia União dos Patriotas Congoleses (UPC) no Leste da República Democrática do Congo em 2002-2003. A sentença de Ntaganda será determinada numa audiência posterior.