BN A fixa limites no sistema de pagamentos em Angola

O Banco Nacional de Angola (BNA) determinou os limites de valores a serem movimentados no sistema de pagamentos do país, soube hoje a Angop de um instrutivo de 5 de Julho do Banco Central. Deste modo, o valor máximo para a emissão de um cheque normalizado é fixado em nove milhões, novecentos e noventa e nove mil, novecentos e noventa e nove kwanzas e noventa e nove cêntimos (AKz 9.999.999,99). Em relação ao valor máximo diário de levantamentos em Caixas Automáticos (CA) e Terminais de Pagamento Automáticos (TPA) está fixado em AKz 50 mil, por cartão de pagamento. Já o valor máximo diário de pagamentos no arranjo de cartões de pagamento Multicaixa, por cartão de pagamento, é fixado em AKz 20 milhões. Sobre o valor máximo por operação de pagamento para o Ministério das Finanças está sujeito ao limite de Noventa e nove milhões, novecentos e noventa e nove mil, novecentos e noventa e nove Kwanzas e noventa e nove cêntimos (AKz 99.999.999,99), sem prejuízo da regra do ponto anterior. Quanto ao valor máximo diário para transferências iniciadas por cartão é fixado em três milhões Kwanzas (Kz 3.000.000,00) por cartão de pagamento. O valor máximo diário de compras em TPA por cartão de pagamento é fixado em seis milhões de kwanzas (AKz 6.000.000). O valor a ser cobrado para a comissão de serviço nas operações de compra com o cartão Multicaixa, de valor superior a mil kwanzas não poderá exceder um por cento do valor da compra, com um limite máximo de AKz dois mil kwanzas.