Ex-militares no Cuanza-Norte beneficiam de kits de trabalho

Onze ex-militares residentes no município do Cazengo, província do Cuanza-Norte, beneficiaram este Sábado, em Ndalatando, de kits de trabalho, no quadro do processo da sua reintegração na vida sócioprofissional

Os ex-militares, desmobilizados no âmbito dos protocolos de Bicesse e de Lusaka, receberam kits de alfaiataria, compostos por tecidos, ferros de engomar, máquinas de costura e de comércio, com vista a promoverem o auto-emprego.

Os beneficiários receberam também, do Instituto de Reintegração Sócio-profissional dos Ex-militares (IRSEM), chapas de zinco, cimento, portas, mesas e cadeiras de plástico, para ajudar na construção de ateliers para o exercício das suas actividades.

Na sua mensagem, os beneficiários agradeceram o apoio do IRSEM, dadas as dificuldades que enfrentam na aquisição de meios de trabalho, tendo considerado o gesto como uma demonstração do engajamento do Executivo angolano na reintegração social e na melhoria das condições de vida da classe.

Testemunhou o acto a administradora municipal do Cazengo, Maria de Lourdes Salgado, que instou os beneficiários a organizarem- se em cooperativas de produção, para facilitar a assistência do Governo e a dinamizarem melhor as suas actividades.

Para si, a organização em associações ou cooperativas, além de facilitar a assistência do Governo, a iniciativa pode, de igual modo, permitir aos filiados produzirem mais, criarem empregos e, desta forma, aumentarem a sua renda.

Por outro lado, a responsável encorajou o IRSEM a continuar com a mesma acção, no sentido de abranger outros ex-militares. Já a representante do IRSEM no Cuanza-Norte, Ana Maria Feijó Caetano, pediu aos contemplados para aplicarem os meios recebidos em conformidade com os objectivos pelos quais foram definidos. No município do Cazengo, o IRSEM controla três mil e 981 ex-militares, inseridos em diferentes programas de assistência

error: Content is protected !!