Bié, Malanje e Zaire com mais vagas no concurso público da Educação 2019

Cada província foi contemplada com 1000 vagas, em detrimento das demais. Os governos provinciais têm agora a responsabilidade de dividir a quota que lhes foi atribuída pelos municípios antes do anúncio da abertura oficial do concurso, que pode acontecer esta semana

O Ministério da Educação (MED) já fez a distribuição de quotas por província para o concurso público da Educação em 2019, que contará com um total de 10 mil vagas, tal como anunciou OPAÍS na edição de 25 de Junho do corrente ano. No total, serão 10 mil vagas a serem preenchidas e as províncias do Bié, Malanje e Zaire serão as maiores beneficiadas, com 1000 vagas cada, de acordo com um documento do MED, a que este jornal teve acesso, enviado aos Governos Provinciais. Numa entrevista recente a OPAÍS, o secretário de Estado Pacheco Francisco disse que a distribuição das quotas por província carecia, em primeira instância, do aval Ministério das Finanças na confirmação das 10 mil vagas, o que pressupõe dizer que já existe “luz verde” por parte deste departamento ministerial.

No concurso público de 2018, das 20 mil vagas, ficou-se por preencher 1253, sendo 402 da província do Bié, 355 lugares do Zaire e 161 da província de Malanje, nos diferentes níveis de ensino. Na divulgação dos resultados definitivos, o MED afastou todos os candidatos com menos de 10 valores que inicialmente preencheriam 20 mil vagas da quota disponibilizada, sendo que Isaac Paxe, então coordenador do referido concurso e director do Instituto Nacional de Formação de Quadros do sector, explicou a OPAÍS que as quotas perdidas seriam compensadas no concurso seguinte.

Luanda com menos vagas

No quadro do concurso público do ano passado, a província de Luanda absorveu o maior número (duas mil e 650 vagas) para professores do ensino primário, primeiro e segundo ciclos do ensino secundário. Neste ano, a capital do país foi contemplada com apenas,154 vagas, tornando-se na província que terá o número mais baixo, sendo que as demais ficaram todas com 489 vagas, segundo o documento que vimos citando.

Anúncio pode ser feito esta semana

Tal como aconteceu no ano passado, o concurso será realizado em cada município do país, razão pela qual o MED mandou o mapa com as quotas para todos os governos, para estes localmente definirem as necessidades de cada localidade. Uma fonte de OPAÍS revelou que o concurso público terá início no dia 1 de Agosto e o anúncio da abertura oficial pode acontecer esta semana.

leave a reply