Editorial: Uma corrupção melhor que a outra

Jornal OPaís edição nº1536 de 16/07/2019

O governador de São Paulo, João Doria, do Partido Social democrata do Brasil, (PSDB), apresentou- se, numa entrevista recente para defender a actuação de Sérgio Moro, ministro da Justiça e da Segurança Pública, na sua participação como juiz federal responsável pelos casos da Operação Lava Jato em Curitiba. “Se Moro cometeu erro, terá valido a pena para salvar o Brasil da corrupção”, disse Doria, o que é preocupante, porque os erros do juiz, a serem comprovados, não deixam de ser actos de corrupção a eivar o processo. Doria, inebriado por uma sensação qualquer de ungido e virgem de pecados, comete um erro que se repete também em Angola, infelizmente, com aqueles que julgam a sua corrupção como sendo boa e apenas a dos outros ter de ser combatida. É só uma forma de a perpetuar, no fundo, mudando rostos e vozes.

error: Content is protected !!