JURA exorta justiça para democracia

Os jovens angolanos foram exortados neste Sábado pelo primeiro secretário da JURA no Uíge, Simão Teca Manuel, a respeitarem a justiça e a evitar a discriminação, a fim de se promover a união e a democracia no país, para o seu pleno desenvolvimento.

O político fez o apelo durante um encontro de massas realizado na sede municipal do Songo, alusivo aos festejos provinciais do 45º aniversário da fundação da organização juvenil do UNITA, maior partido da Oposição em Angola, assinalado a 18 de Julho.

Segundo o primeiro secretário da JURA no Uíge, “a sociedade angolana deve respeitar a desigualdade de género, de raças e a diferença de opiniões”, pois que este tipo de procedimento é que faz crescer uma nação, sustentou Simão Teca Manuel. Já o primeiro secretário provincial da UNITA, Félix Simão Lucas, reitera o apelo para que a juventude continue a elevar os seus níveis de formação académica e profissional, para um melhor engajamento no desenvolvimento do país, bem como para a sua participação activa nas futuras eleições autárquicas, a decorrerem em 2020. Para o político, “a participação nas autarquias é uma contribuição para que as populações aproveitem este momento de descentralização e ganhem uma autonomia própria que vai permitir com que os cidadãos, localmente, decidam sobre a resolução dos seus problemas”.

Por sua vez, a representante da organização feminina do partido (LIMA), Paciência Isabel Augusto, apelou ao Governo para reforçar a garantia da segurança junto das populações e aos jovens militantes a continuarem a contribuir para o desenvolvimento económico e social do país, apostando sempre na contínua formação académica. A JURA foi fundada a 18 de Julho de 1974 por David Jonatão, morto em combate, que foi o primeiro presidente da referida organização juvenil do partido do “galo negro”,

error: Content is protected !!