Bienal de jovens criadores da CPLP espelha talentos no Museu Nacional de História Militar em Luanda

O evento visa, entre vários aspectos, contribuir para o reforço do processo de integração da juventude, aproximação, intercâmbio e debate entre as diferentes identidades culturais e artísticas, segundo relatos da organização

O Museu Nacional de História Militar em Luanda é a partir desta Quarta-feira, até 28 deste mês, o palco da IX Edição da Bienal de Criadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O certame com a duração de cinco dias tem como lema “Juventude da CPLP Unida pela Cultura” e juntará mais de uma centena de jovens criadores desta comunidade, segundo relatos da organização.

O evento visa contribuir para o reforço do processo de integração da juventude, aproximação, intercâmbio e debate entre as diferentes identidades culturais e artísticas, promover espaço de debate, e de reflexão sobre o mosaico de criações artísticas e culturais dos jovens. A Bienal constitui um espaço de debate e reflexão sobre as criações artísticas e culturais dos jovens da Comunidade Lusófona, com enfoque no debate e na partilha de vivências nas diversas esferas da vida política, económica e social, bem como a divulgação de políticas públicas para a juventude da CPLP e do mundo.

O programa prevê a realização de várias actividades em vários domínios, desde artes visuais (escultura, pintura, fotografia, desenho, gravura, grafite e artes digitais). Inclui sessões de teatro, música, dança, exposição de livros, recitais, projecção de curta e longa- metragens, documentários, workshops sobre artes, entre outras actividades. O evento foi adoptado pela I Conferência de Ministros Responsáveis pela Juventude e pelo Desporto da CPLP realizada em 1996, em Lisboa, Portugal. A I edição do certame realizou-se em 1998, na cidade da Praia, em Cabo Verde, e a VII, no Cine Teatro de Cerveira, Portugal.

O evento inseriu-se na XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira (Portugal) e contou com 180 jovens artistas em início de carreira, entre os 250 participantes, com a presença de ministros dos nove países da CPLP, numa sessão presidida pelo ministro português da Educação, Tiago Brandão Rodrigues. A Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), é constituída por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e Guiné Equatorial.

error: Content is protected !!