Jornalistas angolanos participam em seminário na China

Jornalistas angolanos participam em seminário na China

Denominado “Seminário sobre jornalismo e imprensa dos Países de Língua Portuguesa”, o evento, segundo o vice-director do Centro de Formação da Administração de Publicações em Línguas Estrangeiras da China, Li Hengtian, surge da necessidade de o seu país aprofundar a confiança política mútua, bem como conferir um novo impulso ao comércio chinês com o dos países de língua portuguesa. “Nos últimos anos, as interacções em todos os níveis entre a China e os países de língua portuguesa tornaram-se cada vez mais frequentes.

Os dois lados aprofundaram a confiança política mútua, aumentaram visitas mútuas de alto nível e fortaleceram cooperações locais”, disse o responsável chinês. Segundo ainda o vice-director, através das plataformas multilaterais, como o Fórum Cinturão e Rota para a Cooperação Internacional, Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, bem como visitas mútuas bilaterais de alto nível, a cooperação política e o comércio entre a China e os países de língua portuguesa tornaram-se mais fortalecidas.

“Através de uma série de semanas culturais, festivais de arte culturais, fóruns culturais e outras actividades, a comunicação cultural entre a China e os países de língua portuguesa têm-se aprofundado, melhorando ainda mais a compreensão mútua e a cognição social entre os nossos povos”, acrescentou Li Hengtian. Já o Director-Geral do Centro de Imprensa de Angola, António Mascarenhas, destacou a grande oportunidade que proporcionará o seminário aos profissionais que lidam com a imprensa estrangeira em poder partilhar a sua experiência e aperfeiçoar conhecimentos com a realidade chinesa. Lembrou que Angola tem uma relação muito boa de amizade e de cooperação com a República Popular da China.

Os dois povos partilham inúmeras experiências e o jornalismo e a imprensa não podiam estar alheios a tudo isso. Disse que espera aproveitar, ao máximo, este seminário para, entre outras coisas, conhecer a realidade do trabalho com a imprensa estrangeira na China, bem como os procedimentos e normas utilizadas pelos oficiais de imprensa chinesa, na relação com os órgãos de imprensa de outros países. Do vasto programa de trabalhos a ser cumprido pelos participantes ao seminário, destacam-se visitas de estudo aos órgãos de imprensa chinês, rádios e televisões, contacto com profissionais da imprensa chinesa, partilha de experiências na vertente do jornalismo e do serviço de imprensa e a rede nacional de livros e periódicos. O seminário coincide com a proximidade das comemorações do 70º aniversário da fundação da República Popular da China.