Dívidas Ocultas: Advogados de Ndambi Guebuza e Inês Moiane consideram “ilegal” sua prisão preventiva

As  advogados de Armando Ndambi Guebuza e Maria Inès Moiane , denunciaram hoje, em conferência  de imprensa em Maputo, que o facto de ter expirado o prazo  de prisão preventiva, a manutenção dos acusados na cadeia passou a ser “ilegal”.

André Chivale e Isálcio  Mahanjane consideram que o prazo de prisão preventiva dos 11 arguidos  detidos no âmbito do processo conhecido por “Dividas Ocultas “, contraídas peles empresas EMATUM, ProIndicus e MAM, terminou ontem (25).

Com efeito, os dois causídicos submeteram na manhã  desta Sexta-feira, junto do Tribunal Supremo moçambicano  uma Providência Extraordinária de Habeas Corpus.

(Mais detalhes  na edição de Domingo de  Opaís)

 

error: Content is protected !!