Loiros e desgrenhados

Felizmente Hitler e Napoleão não eram loiros, portanto, em princípio, não há grandes exemplos do passado para acusar os “loiros” mais famosos da política actual, se bem que apenas um deles é mesmo loiro de origem, Já que Trump, digamos, é um loiro evolutivo, as fotos da sua juventude mostram um cabelo mais próximo do castanho. Mas nisto de cabelos, hoje em dia merece compêndios, sobretudo se formos falar das mulheres, e sobretudo das africanas, que se transformam e ora podem ser pretas loiras, como indianas, índias, de Java, da Polinésia, de onde quiserem, tanto que algumas não se reconheceriam se de repente se vissem com o seu cabelo natural. Voltemos aos loiros da política, refi rome a eles porque estão metidos num problema que pode dar para o torto: o Irão. Os americanos, com o seu Presidente de cabeleira vistosa, arrumada, mas muitas vezes despenteada, dão uma de Polícias e chefes do Mundo e os Ingleses seguem sempre, quase sem pestanejar. Em Gilbratar, os ingleses aprisionaram um navio petroleiro iraniano, seguindo as regras das sanções criadas pelos americanos. Os iranianos não foram de modas e apreenderam um navio britânico igualmente, no estreito de Hormuz. E Agora, quem vai lá buscar o barco? John Bercow, o líder da Câmara dos Comuns, moreno de origem e agora com a cabeça grisalha, “teria de aprovar” para que Boris Johnson, o loiro desgrenhado de origem, fi zesse alguma coisa e o loiro desgrenhado americano, Trump, também não se mete no Irão sozinho. É estranho vêlos na televisão pensar que o mundo pode estar dependente do que vai naquelas duas cabeças loiras e despenteadas na maior parte das vezes. Bem, Trump muito menos. E Bercow tem cabelo preto de origem, e isto faz alguma diferença?

error: Content is protected !!