PGR confisca bens do antigo director do INEA

Joaquim Sebastião, antigo director geral do INEA,

Num mandado de apreensão emitido ontem, o Serviço Nacional de Recuperação de Activos da Procuradoria- Geral da República ordenou que fosse recuperada uma vasta lista de bens pertencentes ao antigo directorgeral do INEA, Joaquim Sebastião, no âmbito da Lei sobre Repatriamento Coercivo e perda Alargada de Bens “Que sejam aprendidos os bens e imóveis abaixo descritos pertencentes ao arguido preso Joaquim Sebastião, podendo o actual responsável a ela assistir e fazer-se acompanhar de pessoas da sua confiança”, lê-se no documento datado de 26 de Julho, posto a circular nas redes sociais.

Num dos imóveis que constam da lista de bens a serem confiscados, a vivenda no município do Talatona, rua CRS20, nas imediações da Unitel, a PGR deu 72 horas para que seja desocupada, a contar do dia de ontem. Trata-se de uma casa habitada supostamente por familiares do ex-director geral do Instituto Nacional de estradas de Angola. Constam na lista de imóveis quatro apartamentos nas ruas António Barroso e José de oliveira de Barbo, na Maianga; uma vivenda no Mussulo, uma vivenda, cada, nos Condomínios Mirantes, e Riviera Atlântico do Talatona; três vivendas no condomínio Vila Mar, no Talatona; uma vivenda no Maculusso e outra no Miramar.

Na lista, aparece ainda para ser confiscado um camião cisterna de marca volvo; uma carrinha Toyota Dina; uma viatura volvo e outra de marca mercedes; uma Isuzu; um Nissan Patrol e um centro de estágio de futebol no município de Cacuaco, no Sequele. Para finalizar, o documento indica o Instituto de gestão de Activos e Participações do Estado como fiel depositário e pede às autoridades judiciais, administrativas, policiais e militares para que prestem auxílio ao referido agente.

error: Content is protected !!