Palancas Negras querem vitória em Manzini

A Selecção Nacional bate-se hoje com o Eswatini (ex-Swazilândia), em partida da primeira mão da penúltima eliminatória de acesso ao CHAN 2020, nos Camarões, às 14:00.

Sebastião Félix

A Selecção Nacional joga hoje com o Eswatini (ex-Swazilândia) no Estádio Mavuso, em Manzini, em partida a contar para a primeira mão da penúltima eliminatória de acesso ao CHAN 2020, nos Camarões, às 14:00. No palco da competição, os Palancas Negras estão confiantes, por isso realizaram um curto estágio na África do Sul. Por sua vez, o técnico Silvestre Pelé referiu que o grupo tem ambição de vencer por mais de duas bolas. Ontem, no treino de adaptação ao relvado, fez saber que tudo farão, em campo para não sofrer golos, pois, isso pode pesar no jogo de resposta em Luanda.

Por conta de tal preocupação, o sector defensivo foi o que mais se evidenciou na sessão orientada pela equipa técnica. Silvestre Pelé afirmou que conhece o adversário à distância, uma vez que já jogou várias vezes em Angola. O CHAN 2020 é a meta dos angolanos, por isso o treinador adiantou que é importante começar bem diante dos Eswatini no seu reduto. “Temos uma equipa à altura do adversário, logo vamos entrar para fazer um resultado positivo”, disse Silvestre Pelé.

Na prova, reservada a atletas que evoluem no continente africano, Angola chegou a final do CHAN em 2011. Na cidade de Cartum, no Sudão, os Palancas Negras perderam com a Tunísia por três bolas a uma, numa partida em que o adversário foi superior do primeiro ao último minuto. No Domingo passado, em Luanda, a Selecção Nacional realizou um jogo de controlo com o 1º de Agosto. No Estádio França Ndalu, na Academia, os Palancas Negras empataram a uma bola com golos de Mabululu e Chico. Para a operação Mbabane, o técnico Silvestre Pelé convocou Landu, Ndulo, Depaizo, Fabrício, Jó, Jaredi, Fofo, Silva, Coxe, Almeida, Chico, Aisson, Estevão e Zé, que se juntam a Eddie Afonso, Wilson, Manguxi, Caranga, Herenilson, Diógenes e Dany.

 

error: Content is protected !!