Tarifas dos transportes públicos serão ajustadas

O Executivo angolano vai ajustar as tarifas para os transportes ferroviários, rodoviários e marítimos, cujos valores vão se situar entre 50 e 150 K wanzas/por passageiro, anunciou nesta Sexta-feira, em Luanda, o secretário de Estado dos Transportes para Aviação Civil, António da Cruz Lima.

À margem da 6.ª reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros, António Lima declarou à imprensa que os participantes apreciaram o Decreto Executivo conjunto, que faz o ajustamento das tarifas dos transportes públicos colectivos de passageiros terrestres e marítimos. O referido Decreto Executivo conjunto tem em conta a sustentabilidade económica do sector de transportes e a redução dos subsídios operacionais e de preços.

A reunião de hoje da Comissão Económica do Conselho de Ministros foi orientada pelo Presidente da República, João Lourenço. Isenção para antigos combatentes e estudantes Segundo o secretário de Estado, ficam isentos do tarifário, estudantes, crianças, antigos combatentes e veteranos da pátria, assim como idosos. “Estas tarifas fazem parte de um instrumento de suporte de acesso que é o passe, que constitui a materialização do abono multi-modal de transportes, subsidiado pelo Orçamento Geral do Estado”, explicou.

Cruz Lima, sublinhando ainda que a actual tarifa não cobre os custos operacionais das empresas, mas também o Estado não pode passar os custos todos à população. “Estamos, então, num sistema de partilha de encargos em que o Governo subsidia uma parte significativa da tarifa e, em especial, para uma franja identificada da população”, enfatizou. Neste momento, de acordo com António da Cruz Lima, o Executivo espera pelo lançamento de 400 novos autocarros e aguarda a chegada de outros, que já foram encomendado

error: Content is protected !!