Biocom produz 50 mil toneladas de açúcar em três meses

Cinquenta mil toneladas de açúcar foram produzidas, de Maio a Julho deste ano, pela Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom), mais mil toneladas em relação ao mesmo período de 2018, informou o director de operações e agro-industriais da empresa, Ricardo Guerra

Em entrevista à Angop, o responsável indicou que mesmo período, a Biocom produziu também 50 mil litros de etanol e 2 mil e 500 megawatts de energia eléctrica. Disse que o índice de produtividade surpreendeu a direcção da empresa, tendo em conta que em relação ao ano anterior houve um aumento de mais de 10 por cento acima da produção agrícola esperada.

O responsável fez saber que foram plantados mais de 26 mil hectares de cana-de-açúcar e espera-se colher 20 mil toneladas do produto. A produção de açúcar da Biocom destina-se ao mercado interno, a energia eléctrica tem como cliente a RNT (Rede Nacional de Transporte de Electricidade) e o etanol é fornecido às industrias de bebida e produtos de limpeza. A Biocom é a primeira empresa de Angola a produzir e a comercializar açúcar, etanol e energia eléctrica a partir da biomassa.

Instalada no PAC – Pólo Agro-Industrial de Capanda, na província de Malanje, município de Cacuso, numa área de 81.201 hectares dos quais 70.106 são cultiváveis e 11.095 destinam-se à preservação permanente da vegetação natural, a empresa destaca-se pela modernidade e tecnologia aplicadas no processo industrial e agrícola. A Biocom tem como visão, contribuir para o desenvolvimento de Angola por meio da produção de alimentos, de energia eléctrica a partir da biomassa e de produção de combustíveis a partir de fontes renováveis. Este ano prevê colher 110 mil toneladas de cana-de-açúcar.

error: Content is protected !!