Carta do leitor: Aonde anda a UJA?

POR: Tipoia Moniz
Luanda

Ilustre director, saúde, amor e paz. No nosso país vive-se com cada uma que só o diabo deve ser o único elemento alegre. A propósito, lembrei há dias da UJA e pus-me a pensar sobre ela. A nossa União dos Jornalistas Angolanos, que há muito deixou de ser nossa, nós os jornalistas. A UJA morreu? Ou é um corpo inerte? Da sua existência nada se sabe e se faz. Sei apenas que todos os meses tira do nosso mísero salário umas boas coroas. Há uns 6 mil e a outros 7 mil kwanzas. O que a direcção da UJA faz com esse dinheiro não sei. Quando surgiu, enganava-nos com um postal de feliz aniversário sempre que cada membro fizesse anos. Sabia oferecer postais. Hoje nem postais nem nada. Nem um simples encontro. Até o dia Internacional do Jornalista e o dia da liberdade de imprensa passam despercebidos para a UJA. Para ela, estes dias morreram. A UJA não pode só estar a recolher todos os meses o dinheiro dos seus associados. Para onde vai a massa e com quem fi ca não sei. A UJA tem de cumprir o seu papel, ou acabar definitivamente. Por favor, Senhor Secretário Geral da UJA, é hora de dar uma explicação e mudar de postura. E, por incrível que pareça, os sócios estão hipnotizados. Ficaram boelos e viraram bazezas. O Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), que tanto faz pela classe só nos tira do salário 1000 kz mês. É feio e de admirar que uma associação que nada faz nos tira por mês milhares de kwanzas que tanta falta nos fazem para comprar mais pão, leite, livros e cadernos para os nossos filhos. Cadê a UJA meu Deus? Cadê a UJA?… proclamada a 22/05/1981 no Hotel Costa do Sol? kandando.

error: Content is protected !!