Casos de violência contra criança reduzem no Cunene

Trinta e quatro casos de violência contra crianças foram registados de Janeiro a Junho deste ano pelo instituto Nacional da Criança (iNAC) na província do Cunene, menos 88 notifi cações em relação ao mesmo período de 2018.

A informação foi avançada ontem, Terça-feira, à Angop, na cidade de Ondjiva, pelo chefe de Secção da Protecção à Criança do INAC do Cunene, Macuntima Samuel, tendo detalhado que 10 casos são de fuga à paternidade, nove de trabalho infantil, três de abuso sexual, três de tentativa de abuso sexual, duas ofensas corporais e sete negligências.

Segundo o responsável, a redução do número de casos deveu-se às acções de sensibilização de técnicos do INAC e outras instituições nas comunidades sobre a observância dos direitos e deveres da criança, entre outras medidas para tornar a vida dos menores mais harmoniosa e saudável.

Apelou aos pais e a outros encarregados de educação a serem mais atenciosos com os filhos, assim como a saberem assumir a sua responsabilidade na assistência e educação das crianças de forma a garantir o seu futuro. A província do Cunene conta com oito redes de protecção dos direitos da criança.

error: Content is protected !!