O editorial:Bombeiros e vida

Estamos mal em termos de socorro a quem se vê afl ito ou em perigo. Os acontecimentos de Porto Amboim, na quarta-feira foram prova disso, o mar entrou pela cidade, um restaurante ardeu em consequência de um curto-circuito, e os bombeiros chegaram quase sem equipamento.

Aliás, e a próposito, como estamos no que toca à distribuição de quartéis e de meios de bombeiros em todo o país? Numa sociedade agitada como a nossa, com uma população e zonas habitacionais que não param de crescer, certamente que o perigo cresce também. e dos bombeiros, em termos de incremento, pouco se fala. Há que investir-se nos bombeiros e na educação para os primeiros socorros, o que significa apenas o óbvio, colocar a vida em primeiro lugar.

error: Content is protected !!