Colecção “Kauyka” em Oshikwanhama chega aos leitores do Cunene

A iniciativa surgiu para despertar nas crianças o gosto para a leitura complementar, em línguas nacionais, devido à sua inserção no sistema regular de ensino e a facilitação dos falantes dessas línguas

Cinco livros infantis da colecção “Kauyka” em língua nacional Oshikwanyama, da escritora Ana Maria de Oliveira acabam de ser apresentados na cidade de Ondjiva, capital da província do Cunene. Os volumes de 23 páginas cada um, foram editados inicialmente em português, com os títulos “Nasceu a Kauyka”, “Kauyka já Engatinha”, “Kauyka dá os Primeiros Passos”, “Kauyka tem um Irmão” e “Kauyka vai à Escola”, visando educar a sociedade sobre os cuidados a ter com as crianças. No acto de apresentação, a escritora Ana Maria de Oliveira referiu que a colecção narra a história da menina Kauyka, numa dimensão pedagógica que inspira novas abordagens, divulgação e incentivos pela preservação das línguas nacionais.

A iniciativa, surgiu para despertar nas crianças o gosto para a leitura complementar, em línguas nacionais, devido à sua inserção no sistema regular de ensino e a facilitação dos falantes dessas línguas. Ana de Oliveira explicou que cada livro conta com 6 mil exemplares. Por seu turno, o governador da província do Cunene, Vigílio Tyova, enalteceu a iniciativa da escritora em traduzir o manual do português para língua Oshikwanhama, uma forma de incentivar as novas gerações a aprender a falar a língua e preservar a identidade e cultura local.

A primeira publicação do livro Kauyka, em língua portuguesa, aconteceu em 2001 e, até o momento, a colecção já foi editada em Kimbundu, Umbundu, Kikongo, Cokwe, Ngangela e Oshikwanyama. Ana Maria de Oliveira, natural de Luanda, licenciou-se na Universidade Nova de Lisboa e é doutoranda na Universidade de Western Cape, África do Sul. Além de ser escritora que se dedica à literatura infantil, privilegiando as primeiras idades de leitura, é também educadora social e antropóloga.

Actualmente dedicase à investigação de temas ligados aos costumes e práticas das comunidades culturais angolanas e é autora de vários trabalhos de pesquisa antropológica e etno-histórica, ligados a autoridades tradicionais em Angola

error: Content is protected !!