Cloe Management prevê cobrança de Direitos Autorais dos seus agenciados

A agência nasceu na África do Sul e chegou a Angola por intermédio da CEO-Clotilde Baiua, com o objectivo de popularizá-la e facilitar a internacionalização dos artistas

Adjelson Coimbra

A cidade de Luanda conta, desde Sexta- feira última, com uma Agência Internacional de Gestão e Promoção de Carreiras Artísticas que, dentre os vários objectivos, prevê a cobrança dos Direitos de Autor dos seus artistas, uma prática incomum em Angola. Trata-se da Cloe Management, cujo lançamento oficial ocorreu no Miami Beach, Ilha de Luanda.

A nova Agência promete ainda gerir a agenda e parcerias, assim como a assessoria e gestão de seus agenciados. Munya Chanetsa, um dos responsáveis da CAPASSO, empresa parcei- O rapper norte-americano A$AP Rocky foi libertado, esta Sexta-feira, pelo Tribunal de Estocolmo, da prisão onde estava detido desde o início de Julho.

O tribunal autorizou o músico de 30 anos a sair da Suécia, enquanto aguarda a sentença por agressão, que deve ser conhecida a 14 de Agosto, segundo a CNN. Ainda de acordo com o mesmo órgão de comunicação, os procuradores pediram uma pena de prisão de seis meses, mas os juízes discordaram. As duas pessoas que foram acusadas juntamente com Rakim Mayers, nome de baptismo do músico, também saíram em liberdade. ra da CLOE, adiantou na ocasião que os Direitos Autorais são muito importantes, por permitirem ao seu titular proibir alguém de usar os seus trabalhos sem a devida permissão.

De acordo com Munya Chanetsa Chanetsa, os royalties a que o artista tem direito, são obtidos através da performance em shows, royalties mecânicos, relacionados com a reprodução quer de músicas quer de vídeos.

Agência vai facilitar a internacionalização de carreiras

Clotilde Baiua, CEO da agência, revelou que uma das grandes pretensões que tem é fazer com que a sua organização cresça em pouco menos de cinco anos, a nível nacional e internacional. “Temos algo diferente em relação às outras agências: DJ’s de diferentes cedida países. Criámos um dote e os nossos artistas angolanos ajudam os sulafricanos a entrarem para o nosso mercado”. Clotilde avançou ainda que, de momento, não se está a recrutar músicos, mas apenas a trabalhar com os artistas já inscritos.

Porém, isso não inibe os novos talentos de sonharem em entrar na agência. “Queremos pessoas sérias que levem a música como uma coisa séria, e para entrar cá no país é necessário que os interessados mandem as suas obras para o nosso site. Analisámo- las, caso percebamos que a pessoa tem mesmo talento convidamola a se apresentar para conversar e tentar perceber o que realmente essa pessoa quer”, reforçou.

Integrantes da Cloe

A Cloe Management está constituída pelos Dj’s Ritchelly e Dinovaldo, ambos angolanos; Dj Walgee, Dj Nasty, Dj Chubby Chubb, dos Estados Unidos e da África do Sul; os Dj’s Divalash, NV Funk, Bokkieult, Dilson e de Moçambique o Dj Vado Poster. A Cloe conta, de momento, com uma única cantora: Xoli M, da África do Sul

error: Content is protected !!