Candidaturas a 1º secretário nacional da JMPLA em “banho-maria”

O primeiro secretário nacional interino da JMPLA, Francisco Boaventura Chitapa, disse que um dos grandes desafios daquela organização politica passa pela conformação dos estatutos no que concerne a idade para fazer parte da organização, que vai até os 35 anos de idade

Maria Custódia

O político disse em exclusivo que a maior preocupação da JMPLA, passa pelo elevado número de militantes que se encontram fora da idade estabelecida pelos estatutos, de até 35 anos de idade, inclusive responsáveis com cargos de direcção. A par deste aspecto, disse ser prioridade do braço juvenil do MPLA o aprofundar do processo democrático interno e a consolidação do rejuvenescimento da organização tendo em atenção a recomendação da Carta Africana da Juventude. Sobre as estruturas das assembleias de base e intermédias, onde diz surgir diariamente vários candidatos para a secretária provincial, o processo está aberto e todos os jovens da organização que reunirem os requisitos necessários poderão concorrer. “Queremos ter uma organização mais jovem, mais dinâmica, que venha naturalmente corresponder com os anseios do nosso partido”, observou aquele político, para quem “este processo é tão importante no âmbito do aprofundamento da democracia que poderá conduzir as futuras eleições para o cargo de primeiro secretário nacional da JMPLA”. Entretanto, Chitapa não deu garantias de concorrer ao cadeirão máximo da organização politica, em Outubro do corrente ano, no VIIIº Congresso Ordinário que vai decorrer de 10 a 12. O dirigente disse igualmente que, além dos requisitos estabelecidos pelos estatutos, a questão da idade para o cargo de primeiro secretário nacional coloca-lhe em em desvantagem aos demais potenciais concorrentes. “Estou acima dos 35 anos, logo creio que mesmo que tivesse este desejo não seria apto como candidato”, reconheceu., admitindo que se esta possibilidade de vir acontecer só caso seja uma decisão da direção do MPLA. “Enquanto houver um documento que orienta o processo, na qual todos nós devemos obedecer, então nestes termos não estamos habilitados para ser candidatos”, referiu. Em relação ao processo de candidaturas, o responsável disse estar a obedecer os critérios de organização e que, a seu tempo, será divulgada a abertura de candidaturas para o cargo deixado por Luther Rescova, na qualidade de primeiro secretário nacional. Assim sendo, estão abertas as candidaturas para a corrida do cargo de primeiro secretário provincial. Francisco Chitapa esta actualmente a exercer o cargo de secretário nacional interino da JMPLA, desde 7 de Fevereiro do presente ano.

error: Content is protected !!